Surpreso, relator do STJD ‘condena’ marcação da FPF

Surpreso, relator do STJD ‘condena’ marcação da FPF

596
0
COMPARTILHAR

‘’Eles vão descumprir uma decisão nossa?’’, a indagação é do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o relator Ronaldo Botelho Piacente, sobre a marcação dos jogos semifinais entre Campinense e CSP para amanhã e segunda-feira.

Em entrevista exclusiva ao Portal MaisPB, na noite desta quinta-feira (12), Piacente afirmou que a Federação Paraibana de Futebol (FPF) não poderia marcar as partidas antes do Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB) finalizar o julgamento do imbróglio envolvendo Treze, Campinense e FPF.

‘’Enquanto o Tribunal da Paraíba não decidir o caso ele (o presidente da FPF Amadeu Rodrigues) não pode determinar a marcação desse jogo. Ele tem de respeitar nossa liminar’’, afirmou.

‘’Eles vão descumprir uma decisão nossa? Eles não poderiam marcar esse jogo’’, categorizou.

Na quarta-feira (11), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva reformou parte da decisão liminar deferida na última sexta-feira (6), ‘’a fim de determinar a suspensão do Campeonato Paraibano apenas até o julgamento definitivo do Recurso contra a decisão do Presidente do TJD da Paraíba.’’.

O despacho foi assinado pelo próprio Piacente, na terça-feira (10), e encaminhado para o presidente do STJD, Caio Cesar Rocha.

Ronaldo Botelho Piacente ainda lamentou uma segunda infração da Federação Paraibana de Futebol ao que rege o artigo 16 do Estatuto do Torcedor, que diz que, ”a entidade organizadora da competição tem de confirmar, com até quarenta e oito horas de antecedência, o horário e o local da realização das partidas.”.

MaisPB
Maurílio Júnior

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA