Paraibano pode evoluir: Presidente da FPF sugere campeonato com oito clubes.

Paraibano pode evoluir: Presidente da FPF sugere campeonato com oito clubes.

438
0
COMPARTILHAR
Foto: TV TORCEDOR/ Veronilson Freire

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) pretende diminuir o número de clubes que disputam o Campeonato Estadual, passando dos atuais dez para apenas oito times participantes. A proposta é para a edição 2019 do torneio, porém já em 2018, a ideia é que fiquem nove clubes, para no ano seguinte a mudança se concretizar totalmente.

Este assunto ainda não colocado oficialmente em discussão, mas nos bastidores, o presidente Amadeu Rodrigues já começou a ouvir opiniões de dirigentes, árbitros, jornalistas e também de possíveis investidores, que estão interessados no Campeonato Paraibano. Segundo ele, esta mudança tem sido adotada por grande parte das federações de futebol do Brasil e para o dirigente, já está na hora da Paraíba também reformular a sua competição mais importante.

“Levantei essa proposta no último encontro que tive com os clubes da Paraíba, mas achei que o momento foi inoportuno, até porque não era uma discussão oficial. O meu intuito, na verdade, era ouvir a opinião dos dirigentes, porém o foco neste momento deve ser exclusivamente para a competição de 2017. Irei conversar com os presidentes em outro momento, como também quero escutar a opinião de outros segmentos que atuam diretamente no desenvolvimento do futebol paraibano”, disse Amadeu.

O dirigente garantiu que a medida, além de ser uma tendência que está sendo seguida por outros estados, visa também à diminuição de custos para a realização do certame. “Com menos clubes, conseguiremos fazer a competição em menos datas”, afirmou Amadeu, acrescentando que “o campeonato tem que ser mais organizado e rentável. Esta tem sido a solução encontrada”, frisou.

Pelo que foi apurado pelo Correio, os campeonatos da Segunda Divisão de 2017 e 2018 classificarão apenas um time por ano. Com isso, a Primeira Divisão continuaria rebaixando dois clubes por temporada. “Mas, tudo isto é proposta! Vamos debater muito ainda e depois refletiremos se é o melhor para o futebol paraibano. Se os clubes entenderem que sim e que este é o melhor caminho para o esporte no nosso estado, assim faremos, pois queremos o melhor para o nosso futebol”, finalizou Amadeu.

 

Redação com portal correio

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA